Exercícios com o pet: benefícios e cuidados

Todos nós sabemos da importância dos exercícios físicos e de uma dieta saudável para nossa saúde. Mas o que você faz em relação aos seus pets? Exercitar regularmente seu cachorro ou gato é tão importante quanto realizar o seu próprio exercício. Os benefícios são diversos, como a redução do peso, problemas digestivos e da chance de desenvolver problemas de saúde.

Exercícios regulares também beneficiam o comportamento de seu animal, uma vez que animais que não possuem meios de dispersar energia podem acabar desenvolvendo hábitos destrutivos e ficarem hiperativos. Além disso, os próprios cães são ótimos em cansar uns aos outros, por isso, procure de tempos em tempos levar seu cachorro para “socializar”.

Contudo, para maximizar os efeitos do exercício em seu cão, é importante levar em consideração alguns pontos:

Raça: Algumas raças possuem problemas respiratórios, especialmente aqueles que possuem focinhos “achatados” – os chamados cães braquicefálicos (pug, bulldog, shih tzu, boxer etc). Esses cachorros podem ter problemas de respiração e possuir mais dificuldade em lidar com o calor, não conseguindo realizar exercícios muito vigorosos.

Idade: Cachorros muito novos, mesmo possuindo muita energia, ainda estão em fase de crescimento. Longas caminhadas e corridas podem ser prejudiciais. Filhotes necessitam somente de pequenos intervalos de exercício. Aqueles de maior idade naturalmente não irão aguentar longas jornadas de atividade.

Tamanho: Se o seu cachorro está acima do peso começar a exercitá-lo é uma ótima ideia, mas sempre se deve começar devagar, dando-o tempo para se acostumar e entrar em forma.

Lembre-se de sempre evitar superfícies pavimentadas e/ou muito quentes e (muito importante) não se esqueça de levar água! Os cachorros não transpiram como nós e possuem mais dificuldade em dispersar o calor. Se pensar em levar seu pet para nadar com você não se esqueça de que nem todos os cachorros são ótimos nadadores. Procure evitar águas agitadas e, se for navegar, não se esqueça de levar colete salva-vidas, mesmo se o seu cachorro já está habituado a nadar. Ensinar seu cachorro como andar com a coleira também é algo muito importante, procure treiná-lo desde pequeno para que ele se acostume, sobretudo se você pensa em leva-lo a lugares movimentados.