A história de Maneki Neko, o gato da sorte

A história de Maneki Neko, o gato da sorte

Maneki Neko, o gato com a pata levantada e acenando, é originário do Japão e significa gato da sorte ou gato que atrai.

Há dois contos japoneses sobre sua origem:

O primeiro é sobre um homem rico, pego por uma tempestade, e que procurou abrigo sob uma árvore, ao lado de um templo. Na porta do templo ele viu um gato que o chamava com sua pata, e o convidava a entrar. Quando deixou a árvore, um raio caiu dividindo o tronco da árvore. Ele entendeu que o gato havia salvado sua vida e se tornou um benfeitor daquele templo, trazendo prosperidade. Na morte do gato, o homem ordenou que fosse feita uma estátua para ele, conhecida como Maneki Neko.

O segundo é sobre uma gueixa que tinha um gato, seu tesouro mais precioso. Um dia, ao se vestir, o gato saltou nela cravando suas garras no kimono. O “dono” da gueixa pensou que o gato estava possuído e, com um movimento rápido, cortou a cabeça do gato com sua espada. A cabeça caiu sobre uma cobra, que estava prestes a atacar a gueixa, salvando, assim, a vida dela. A gueixa ficou tão triste por perder seu companheiro, que um cliente lhe deu uma estatueta do gato para confortá-la.

As figuras de Maneki Neko são usadas para atrair fortuna e boa sorte. Há diferentes modelos de gato da sorte, e dependendo da pata que estiver levantada, terá significados diferentes. Com a pata direita levantada, atrai dinheiro e fortuna, com a pata esquerda levantada, atrai bons visitantes e convidados, e com ambas as patas levantadas, protege o lugar onde está.

A cor também influencia seu simbolismo. As mais comuns são dourado ou branco. O branco com detalhes alaranjados e pretos é o tradicional, e é colocado para oferecer sorte aos viajantes, também atraindo coisas boas para seu tutor. O de cor dourada ou prateada traz fortuna a um negócio. O vermelho atrai o amor e afasta os maus espíritos. O verde traz saúde para as pessoas mais próximas. O azul realiza todos os seus sonhos. O preto é um escudo contra a má sorte. 

E uma última curiosidade: o gesto do movimento da pata do Maneki Neko não é para dizer adeus, mas sim para te receber e te convidar a entrar.