Você sabe quando seu gato está com dor?

Você sabe quando seu gato está com dor?

Você sabe quando seu gato está com dor?Os gatos, são mestres na arte de dissimular os sinais de dor. Por essa peculiaridade, é difícil perceber quando os felinos estão sofrendo.

Quando um gato sente algum desconforto, a sua rotina de higiene é afetada. Gatos são meticulosos com a sua higiene, portanto se o seu gato costumava passar um certo tempo se limpando e ultimamente anda meio descuidado neste aspeto, pode ser um sinal de mal-estar. O pelo fica pouco lustroso, eriçado, e até um pouco áspero.

Afiar as unhas e esfregar as mandíbulas, são hábitos de marcação de território e podem estar afetados ou suprimidos, caso o gato sinta alguma dor.

Os gatos e cachorros têm uma membrana esbranquiçada que podemos chamar de “terceira pálpebra, conhecida como membrana nictitante. Em condições normais não a vemos, mas quando o gato se encontra apático, dolorido ou febril, podemos vê-la nos felinos quando os olhos estão abertos.

A dor também pode estar relacionada com alterações na boca, o gato se interessa pela comida, mas não consegue degluti-la. Isso provoca a saída constante de saliva, chamada de sialorréia e a ida constante ao comedouro, embora não se alimente corretamente.

A dor também pode estar relacionadas a problemas articulares, como a artrose, por exemplo. Os gatos relutam em se mover, tem dificuldade em usar a caixa de areia, fazendo as necessidades fora dela e ficam mais tempo descansando.

Normalmente, eles passam entre 14 a 16 horas diárias descansando, mas se o fazem em momentos que não faziam antes pode tratar-se de um sinal de dor.

Sinais de agressividade também podem sugerir dor. Animais dóceis e carinhosos tendem a mudar o comportamento tornando-se arriscos.

Se o gato mia com mais frequência que o normal e sem motivo aparente, poderá ser um alerta de que alguma coisa está acontecendo. Geralmente este é mais um sinal de dor emocional, mas em algumas ocasiões pode estar relacionado com a dor física.

Adotar posturas antiálgicas (posições que diminuem a dor) também sugerem dor. Ficam curvados ou esticados ( como que se estivesse se alongando).

Estes sinais fáceis de observar, podem nos ajudar a identificar os sinais de dor num gato.

Mas cada gato é um mundo, e do mesmo modo que não há humanos iguais, os felinos podem manifestar dores de diversas formas, essas são algumas delas.

Com esses sinais, leve seu animal para uma avaliação com o veterinário, ele poderá definir quais exames fazer e descobrir a causa da dor do seu animal!