Siamês

Siamês

Origem: O Siamês, o príncipe dos gatos, procedente do antigo reino de Siam (Tailândia), onde a raça pertencia a família. Hoje é o quinto mais popular do mundo. Por ser uma das raças mais antigas, acredita-se que ajudou a dar origem a muitas outras.
A primeira descrição de um gato Siamês data de 1350 e retrata um gato pálido, com as patas, orelhas, cauda e mascara preta. Chegaram à Europa em meados de 1870 e aos Estados Unidos, em 1880. Os antigos veneravam os gatos Siameses como gatos de templo e eram muito populares entre a nobreza.

Comportamento: Muito afetuoso. Muito inteligente, temperamento exigente, é sociável e não gostam de não terem companhia. Seus miados são contínuos, tanto de alegria como os mais graves, característicos do cio. Curiosos, ativos e atléticos. Gostam de ficar perto de seus humanos preferidos, inclusive para dormir.

Aspecto: Tamanho médio, corpo esbelto e extremidades compridas. Orelhas grandes, pontiagudas e olhos amendoados de um azul intenso, com distância do tamanho de pelo menos um olho entre eles, dando uma expressão oriental. A maneira que seus olhos e orelhas são colocadas dão a raça uma característica marcante, só vista em outros gatos do mesmo grupo de raças. Suas pernas são longas, assim como a cauda. Pelos curtos, finos e sedosos e a cor mais habitual é marrom nas extremidades do corpo, especialmente nas orelhas, face e patas e corpo bege. O pelo tende a escurecer conforme se torna mais velho.

Cuidados específicos: Seu pelo curto só requer uma boa escovação esporádica para evitar o acúmulo de pelos mortos e manter sua aparência sedosa. Também precisa de companhia, seja ela de outro gato Siamês, que aguenta seu ritmo para brincadeiras ou humana, meia hora do seu dia de atenção exclusiva para ele.

Saúde: Entre as doenças e lesões mais frequentes estão o estrabismo e nó na cauda, ambos de origem genética e que antes era considerado charme da raça.